29.5.15

ESSA MOÇA ESTÁ DIFERENTE...


Essa moça tá diferente
 Já não me conhece mais
 Está pra lá de pra frente
 Está me passando pra trás...
 ...Essa moça é a tal da janela
 Que eu me cansei de cantar
 E agora está só na dela
 Botando só pra quebrar

 Essa Moça Tá Diferente
 Chico Buarque 


9.5.15

NÓIS NO XPLASTIC - FETICHE POR “MULHERES PELUDAS”

Resolvi* (Natasha Vilarino - Xplastic) aceitar meus pelos e parei de me depilar
Também escrevi sobre a história da depilação, sobre ativistas e homens que adoram mulheres peludas... Leia a matéria aqui!

A exceção prova a regra e, muitas vezes, um fetiche prova que existe preconceito ou proibição sobre o assunto em questão. Pode não ser muito confortável para algumas mulheres saber que existem homens fetichizando o que há de natural e político em seu corpo — enquanto para outras pode ser uma delícia. O fato é que esses caras existem.
Leonardo Filho, dono do site SeximaginariuM, faz parte da parcela de homens que adora mulheres peludas. Ele tem 52 anos e torce para que a moda da depilação total passe logo:
– Bucetas e pernas muito depiladas me lembram crianças, sinto mais atração por mulheres maduras com pelos, mas aparados. Atualmente peço que minha parceira deixe os pelos e que depile um pouco. Tive um relacionamento com uma mulher que tinha farta cabeleira na buceta e no cu, não depilava nada, só aparava um pouco e isso me dava muito tesão. Passados alguns anos, saímos novamente e ela tinha depilado tudo. Broxei.

Natasha Vilarino é jornalista e, bem, acha que isso não diz muito sobre ela.
E que falar de si mesmo em terceira pessoa é horrível. Por aí, fazendo jornalismo sexual, libertário e, claro, alternativo.


AMAMOS UMA BUCETA E UM CUZINHO PELUDO



7.5.15

CANNES HOT D'OR

O Hot d'or foram prêmios da indústria de filmes pornográficos concedidos anualmente entre 1992-2001 ininterruptamente em Cannes, França, pela revista francesa Hot Vídeo.
Ele foi descrito como o equivalente a Palma de Ouro da pornografia, ou ao Oscar. A honra análoga americana é o AVN Award. O evento foi realizado durante duas semanas em maio em um complexo hoteleiro, exatamente no mesmo período que o Festival de Cannes. Consequentemente, atraiu a atenção da mídia internacional que estavam na cidade para o festival mainstream.
Depois de uma ausência de oito anos, a premiação retornou a Paris em 20 de outubro de 2009, para comemorar o 20º aniversário da revista Hot Vídeo.