23.1.09

QUERO SER PUTA 1

Passando o tempo na net, numa daquelas salas de bate-papo. Jogo rápido com uma "gostosinha" do interior de São Paulo na sala "Quero ser Puta".
Leo: oi
Gostosinha,26: oi
Leo : faz programa
Gostosinha,26: não sou GP
Leo:e o q procura?
Gostosinha,26: realizar uma fantasia
Leo diz: trabalhando? vc é casada?
Gostosinha,26: sim, sou solteira
Leo: então vc quer ser GP por um dia
Gostosinha,26: sim, tenho essa fantasia
Leo: isso me da tesao. Tem outra foto
Gostosinha,26: aqui não, só em casa. estou no trabalho
Leo: vc já tranzou por dinheiro
Gostosinha,26: não, estou querendo tranzar
Leo:quanto quer para sair, fazer um programa
Gostosinha,26: 600
Leo: 600?
Gostosinha,26: sim
Leo diz:e vc faz o q na cama
Gostosinha,26 diz: td, chupo gostoso, dou o cuzinho. Sou completa pode até gozar na boquinha sem camisa
Leo diz: como vc é
Gostosinha,26: loira, magra, alta, olhos castanhos
Leo:e vc quer 600? aq em sampa o programa gira em torno de 250
Gostosinha,26: ok, eu valho 600... boa sorte

22.1.09

EVA MENDES - A MAIS DESEJADA DE 2009

O site AskMen.com elegeu a atriz EVA MENDES a mulher mais desejável de 2009. No total, foram mais de 10 milhões de votos de homens que colocaram a atriz de 34 anos no topo da lista anual de "99 mulheres mais desejáveis" do site. James Bassil, editor-chefe do site, disse que a lista indica mulheres que os homens não consideram só rostos bonitos, mas mulheres que seriam namoradas ou esposas ideais.
EVA MENDES que ficou em quarto lugar no ano passado, toma o lugar da atriz Katherine Heigl. A atriz Megan Fox ficou em segundo lugar e a modelo Marisa Miller, em terceiro. Na sexta posição, aparece a modelo brasileira ALESSANDRA AMBRÓSIO, que já foi estrela de uma campanha da grife Victoria´s Secret. Anteriormente, Alessandra também havia sido eleita como uma das mais sexy do mundo, segundo o site Models.com.

19.1.09

PATRÍCIA ARAÚJO

Patrícia Araújo desfilou no Fashion Rio na sexta-feira dia 16. O destaque da confecção Complexo B é carioca, 25anos, 1,80m, 68 kg, morena e linda.
Ela seria só mais uma na lista de beldades nas passarelas se não fosse um detalhe: Patrícia é um travesti!
“Ela é linda, delicada, feminina, mas com 19 cm a mais”, brinca o estilista Beto Neves, que resolveu colocar um travesti no desfile para contextualizar a coleção que fala da Lapa, bairro boêmio do Rio.
A inspiração de Patrícia, que já tem uma carreira muito bem sucedida em filmes pornôs com travestis, é a modelo Raica Oliveira. “No meu dia-a-dia as pessoas até dizem que meus traços são muito parecidos com os dela. Ainda não tive o prazer de conhecê-la”. Patrícia diz que esse desfile pode alavancar sua carreira como modelo.
Em entrevista a revista Marie Clarie ela conta que entre seus clientes estão empresários importantes no cenário nacional e caras famosos. Cobra por 'programa' R$ 500 e faz mais de três por noite.
Os homens que a visitam, todos autoproclamados héteros, são casados e compartilham de um mesmo desejo: de que Patricia seja a ativa da ocasião. É por isso que o travesti precisa ter um membro que funcione. “Esses homens querem ter a ilusão de que estão transando com uma mulher, mas é pelo pênis que se interessam. Alguns chegam aqui tão excitados que, às vezes, demoram mais para tirar a roupa do que para gozar”

15.1.09

BLOGSEXI DO MES DE JANEIRO

“Ai de mim que grito aos quatro cantos do universo todas as palavras solfejadas no éter... Doida de pedra, louca, pirada. E se penso em pingo d'água, imagino a tempestade, e se penso em brisa morna, imagino a ventania desenfreada, e se penso em vinho, imagino os veios dilacerados e escorregadios... Sonho feito menina, mas na verdade, sou apenas uma mulher parindo fantasias...”
Escolhemos como BLOGSEXI do mês de janeiro ESCREVENDO NA PELE, que posta deliciosas poesias eróticas e sensuais escritas por “Absinto”. Para entender melhor o trabalho dessa carioca fascinante e criativa fizemos um bate-bola com ela:

Leo: Como começou o Blog ESCREVENDO NA PELE?
Absinto: Foi por acaso, simplesmente quis fazer um. Fui fuçando, mexendo daqui e dali e saiu.
Leo: Vc sempre gostou de escrever.
Absinto: Amo escrever! O dia que não escrevo algo fico nervosa, parece que falta alguma coisa.
Leo: Mas vc já escrevia antes do Blog.
Absinto: Sim em outros sites - Usina das palavras, Recanto das Letras, Beco dos Poetas e Garganta da Serpente.
Leo: Porque dos textos eróticos, alias deliciosamente eróticos?
Absinto: Acho gostoso falar do sensual, mexem com o instinto e a libido, além do que são muitas das vezes reticentes - o que me agrada muito - sempre suspendendo a imaginação...
Leo: Vc fica com tesão quando escreve suas poesias?
Absinto: Morro de tesão! Da aquele sabor de quero mais!!
Leo: Nas poesias tem muito da suas experiências?
Absinto: Experiência? Não, são mais fantasias!
Leo: É mais imaginarium!
Absinto: Hummmmm sim, sim! Sou muito fantasiosa.
Leo: Vc faz um puta sucesso entre os blogueiros que abordam os temas - sexo, erotismo, sensualidade. Vc imagina por quê?
Absinto: Não, rsrsrs talvez pelo jeito que coloco a coisa, né? Falar de sexo é extremamente fácil, usar todo um vocabulário chulo e etc. O difícil mesmo é o conteúdo, e isso eu faço usando o meu lado poético.
Leo: Como vc se define?
Absinto: Na verdade sou uma mulher parindo fantasias!

7.1.09

NEY MATOGROSSO O SEXI DE JANEIRO E SEMPRE


SEXY, SENSUAL, um homem de atitude, lindo. Ney é um artista sem igual.

Tesão grita a platéia quando ele aparece no palco.

Ele é o HOMEM com H e é Maravilhoso.

Ney de Souza Pereira,nasceu em 1 de Agosto de 1941, na pequena cidade de Bela Vista, no Matogrosso do Sul, fronteira com o Paraguai. Aos 17 anos entrou para a Aeronáutica, indo trabalhar no laboratório de anatomia patológica do Hospital de Base de Brasília. Mais tarde começou a cantar em um quarteto vocal e participou de um festival universitário, querendo ser ator de teatro foi para o Rio de Janeiro, onde virou hippie e passou a viver da venda do artesanato que fazia.

O nome artístico ele resgatou na própria família: seu pai tinha Matogrosso no sobrenome.

Ney Matogrosso é personagem controverso e indispensável da história da música popular brasileira. Da sua trajetória:

Em 1971 mudou-se para São Paulo quando conheceu João Ricardo, que queria formar o Secos e Molhados e procurava alguém com tino teatral e voz aguda. Ney foi a escolha perfeita. No período de 1973/74, o Secos e Molhados tornou-se um fenômeno da música popular brasileira. Em apenas um ano e meio, o grupo ganhou fama nacional dos espetáculos em grandes ginásios, superando a marca de 1 milhão de discos vendidos. Ney virou destaque na banda que ao final de um ano já vivenciava uma série de problemas internos. Na semana que saiu o segundo LP, o Secos e Molhados acabou.

Ney Matogrosso projetou-se com o sucesso da banda, chamando atenção por sua voz e por sua performance sempre teatral no palco.Com sua maquiagem marcante-queria liberdade total e absoluta, queria também causar impacto nas pessoas-roupas e requebros, Ney Matogrosso contrastava com aquela época de muita censura e preconceito. Partiu para carreira solo. Sua atitude, postura e a voz fina continuaram levantando polêmicas, através de músicas como o fado “Barco Negro”e “Homem com H”.

Em 1975, estreou no Rio de Janeiro o Show Homem de Neanderthal, uma ousada super-produção com ricos cenários, iluminação e na qual ele surgiu meio bicho/meio homem. Ney subia no palco coberto por peles,chifres e penas, fruto de sua própria e exclusiva criação. Sete meses depois do fim do grupo Secos e Molhados, Ney Matogrosso conquistou sucesso de público e crítica com seu primeiro show e o disco “Água do Céu-Pássaro”. Em 1976, Ney ressurgiu mais simples e despojado, em “Bandido”. E foi com a música “Bandido Corazón”, presente da amiga Rita Lee, que ele alcançou seu primeiro sucesso nacional como artista solo. Seus shows tornaram-se cada vez mais ousados, enquanto o reconhecimento de seu talento como intérprete cresceu na mesma proporção. O show e o disco “Feitiço”em 1978,trouxeram a consagração de um fase luminosa. No decorrer da carreira Ney aperfeiçoou-se como intérprete, passando a acrescentar uma carga tão intensa de estilo pessoal a uma música, praticamente tornando-se co-autor. Ney transformou-se em um dos intérpretes mais precisos de Chico Buarque em músicas como “Deixa a menina”,”Tanto Amar”, Äté o fim”e “Las Muchachas de Copacabana”.

Em 1986, Ney apresentou-se pela primeira vez sem fantasia ou maquiagem,inaugurando uma nova fase de sua carreira. O primeiro disco a seguir essa linha foi o “O Pescador de Pérolas”o repertório com clássicos da MPB. Apresentou-se em temporada acompanhado pelo violonista Raphael Rabello,com quem gravou o disco “A Flor da Pele”em 1990 gravou discos dedicados a intérpretes/compositores, como Ângela Maria “Estava Escrito”1994,Chico Buarque “Um Brasileiro”1996 e Carlola “Ney interpreta Cartola”2002.

Em 2004, depois de participar de um disco da banda Pedro Luis e a Parede, Ney resolve se juntar à banda e o resultado disso é o CD “Vagabundo”,com músicas variadas, desde a época do Secos e Molhados como “Assim Assado”, “Disritmia” do Martinho da Vila,”A ordem é Samba”de Jackson do Pandeiro. Em 2005,”Canto em Qualquer Canto” neste projeto Ney retoma o formato recital.

Ney Matogrosso sempre foi um artista. Não se considera um cantor apenas. A voz é mais uma de suas habilidades artísticas.

Participou como ator de cinema em alguns filmes como em “Sonho de Valsa” e recentemente fez”Depois de Tudo” em que retrata um casal de homossexual de meia idade. Fez iluminação para shows e dirigiu os shows do RPM, Cazuza e Simone.

Inclassificáveis, 2007/08, seu novo show aparece um Ney exótico dos anos 70/80,época que encarnava um pavão misterioso.“Não é uma tentativa de recuperar nada daquela época apenas uma proposta visual que achei bonita. Do passado só guardo meu espírito sempre crítico”.

E como diz a música- título do show feita por Arnaldo Antunes “Que preto/que branco/que índio o quê!/somos todos inclassificáveis”.

Fonte:www.2.uol.com.br/neymatogrosso