29.9.21

DOGGING NO CLUBE NAVAL NA LAGOA





Sai com minha esposa para comer algo, tomamos um vinho, rolou tesão e resolvemos parar o carro no estacionamento do Clube Naval na Lagoa, para darmos uns amassos. 

Percebemos que o vidro dianteiro do carro estacionado ao lado estava aberto e que o casal estava transando. Dava para ver os dois metendo e ouvir sussurros. Enquanto ela chupava o cara eu deixava a minha mulher cavalgar, quando o casal trocava eu colocava a minha de quatro. Gozamos muito. O casal suspendeu o vidro e foi embora. 

Minha mulher ficou muito excitada, pois nunca tinha visto e feito aquilo. Agora sempre vamos lá para curtir umas brincadeiras de exibicionismo. 

Ela é morena, muito gostosa, tipo cavalona, pernas grossas, bumbumzão, seios grandes turbinados e faz muito sucesso. Alguém curte exibicionismo?




24.9.21

POUCOS AMIGOS SABEM QUE MINHA ESPOSA É UMA PUTINHA

O que pensam da minha esposa: Uma mulher inteligente, bem humorada, sem frescuras nem ciúmes, elegante, que gosta de conversar sobre arte e também sobre futebol, que adora crianças, mas que não perde a oportunidade de dividir uma cerveja com o marido e seus amigos.

O que uns poucos amigos sabem sobe ela: Que é uma mulher fogosa, infiel e promíscua, que não solta um pau enquanto não sente a porra quente escorrer pela sua boca, que transa na rua, no carro, no banheiro, uma putinha que trepa com alguns amigos na cama em que dormimos todos as noites dias.

22.9.21

O BOQUETE É BOM MAS O CUZINHO É EXCELENTE!


"Meus amigos são unânimes em concordar que o boquete da minha esposa é a melhor que já tiveram na vida. Isto, para um marido cuckold, é motivo de orgulho que não cabe no peito. Mas, ouvi-los comentando entre si que o cuzinho dela é mais macio e apertadinho que já comeram, é motivo para me deixar mais apaixonado por ela." 

Infidelidade Feminina

17.9.21

FINAL DE TARDE DE UM CUCKOLD

Final de tarde, chego em casa e da sala eu ouço o barulho de pele batendo contra pele de maneira cadenciada e um gemido feminino agudo e abafado vindo do quarto. Eu sabia exatamente o que estava acontecendo ali dentro: minha amada estava metendo com outro homem.

Pela porta entreaberta espiei aquele corpo delicado e macio que amanheceu aconchegado no meu, agarrado com firmeza pelas mãos grandes e fortes de um desconhecido.

Não parecia ser a primeira vez que eles metiam (ele conhecia o corpo dela, sabia onde beijar e acariciar). Seu peito e seu abdômen se tornavam mais rígidos à medida que puxava o corpo da minha mulher: "Vou gozar! Vou gozar!" exclamou ele e ela, lânguida e acolhedora, gemeu por sobre o ombro: "Goza, gato! Vem... goza dentro de mim!"

Ele gozou, inseminou sua fêmea, derramou todo o seu esperma dentro da minha amada como um macho primitivo. Ela soltou um gemido rouco e contínuo! Aquilo me excitou demais e nunca desejei tanto aquela mulher como desejei naquele momento em que ela beijava e acariciava um outro homem que acabava de gozar dentro dela.

Sinceramente, ao assistir aquela cena, esperei do fundo do meu coração que não fosse a última. Aquilo era tudo que eu sempre esperei de uma mulher e acabava de descobrir vendo-a nos braços de outro macho.

Adaptado de Infidelidade Feminina

 


15.9.21

#TBT - VESTIDO DE NOIVA SENSUAL E ERÓTICO


Vestido de noiva desenhados pela grife alemã Kaviar Gauche roubou a cena na Berlin Fashion Week. Erótico e sensual, produzido para escandalizar as mais tradicional família cristã, o traje nupcial se resume a um enorme véu transparente, que deixa o corpo da noiva à mostra, e cobre um maiô formado por faixas estrategicamente dispostas de modo que pouco seja revelado. Como acessório uma tiara com pedrarias e sapato fechado de salto todo bordado com apliques de lantejoulas laterais, o que deu um acabamento ainda mais inusitado ao modelito. 

Por trás da criação do vestido estão as estilistas alemãs Alexandra Fischer-Röhler e Johanna Kühl, que vêm ganhando destaque desde a criação da grife, em 2003.

O jornal inglês “Daily Mail” já aposta nas próximas celebridades que adorariam usar a polêmica peça. Entre os nomes citados, Lady Gaga e Rihanna.

12.9.21

QUERO MINHA ESPOSA PUTINHA

A esposa de um amigo me confessou que o marido quer ser corno. A visão que ele gostaria de ter é sentado em frente a cama apreciando-a cavalgando para cima e para baixo na minha rola.

Ele quer mais, quer que ela o humilhe dizendo, por exemplo, que com metade do meu pau dentro da buceta dela é mais do que ela já sentiu com o dele.

"veja como eu fodo com seu amigo. Quero ser sua putinha e que ele meta forte na buceta e no cuzinho. Seu pau pequeno nunca me fodeu como a rola do seu amigo!"



9.9.21

#DICA: CASCA DE BANANA PARA TURBINAR A PUNHETA


Alguns homens descobriram uma maneira bizarra de bater punheta e ela envolve o uso de casca de banana. A técnica que viralizou nas redes sociais tem se popularizado, principalmente entre os adolescentes. Alguns comentam que o uso da casca diminui o atrito entre a mão e o pau e por isso dá mais prazer. 

Este método requer uma banana madura e uma faca. Muitos marmanjos acreditam que a textura úmida do interior da casca de banana faz um lubrificante natural interessante.



PASSO A PASSO:

1- Corte ambas as extremidades da banana. Tente cortar a banana cerca de uma polegada menor que o comprimento do seu pau duro.

2- Ao invés de descascar a banana de uma forma normal, use a faca para fazer uma incisão, como mostrado na foto. Remover interior da banana com cuidado.

3- Enrole a casca de banana ao redor da rola e se masturbar em qualquer forma confortável. Tentar igualar o contorno da pele de banana para a forma do pau para obter os melhores resultados.

Médicos, no entanto, alertam que a prática pode ser potencialmente prejudicial ao pau.

“Você pode desenvolver uma erupção cutânea e ferida no pênis que pode ser dolorosa e levar à infecção”, alerta a médica Diana Gill, em entrevista ao jornal The Sun.

“Uma pessoa com alergia à banana tem maior probabilidade de ser alérgica a outras substâncias, como látex ou outras frutas e legumes”, afirmou. 

“Então, se você é alérgico a preservativos de látex, também pode ser alérgico a casca de banana.”

5.9.21

MINHA ESPOSA PUTINHA SE EXIBINDO DO SUPERMERCADO


#Euconfesso que pedi para minha esposa se exibir no supermercado e ela fez!

"Fomos fazer compras e ela foi com uma saia bem curta e sem calcinha. A safadinha se abaixava e exibia a bunda e a buceta. Ela estava com tanto tesão que nas fotos que tirei dava para ver a bucetinha babada de tesão. 

Ela provocava muito e estava louquinha para arrumar um “amiguinho” naquele dia. Fiquei de pau duríssimo, louco para que isso acontecesse, mas não tivemos sorte, voltamos para casa sozinhos. Caí de boca naquela buceta melada, chupei bastante e depois comi minha putinha bem gostoso."


2.9.21

PROJETO60 - AS PRIMEIRAS BUCETAS SÃO INESQUECÍVEIS!


Quando eu era moleque, tinha uns 12 anos de idade, a curiosidade, o privado e o íntimo despertaram em mim o fetiche do voyeurismo. Eu ficava excitado assistindo as “Chacretes” rebolando e empinado a bunda se oferecendo aos telespectadores e a sacanagem entre os participantes da banheira do Gugu. Me dava tesão folhear as revistas Playboy que meu Pai escondia no quarto, os catecismos de Zéfiro, as revistas suecas que eram vendidas na banca embaladas em plástico com tarja preta. Mas, o melhor era brincar de carrinho pelo chão da sala, circular por debaixo da mesa e enxergar as bucetas marcadas na calcinha das amigas (as tias turcas) da minha mãe. 


Me lembro de dois momentos tesudos. Minha mãe às vezes saía cedo e só voltava no final da tarde e meu irmão mais novo estudava no período da tarde. Ficávamos eu e a empregada, Matilde, uma morena de 45 anos, seios e bunda enormes. 

Nesta época eu passava a maior parte do tempo assistindo TV ou fazendo as tarefas da escola. No final da tarde Matilde me dava um lanche e se preparava para ir embora. 



A porta do banheiro que ela usava para tomar tinha uma fresta na parte de baixo de mais ou menos uns 15 cm. Quando estava brincando por ali via a água escorrer e, um dia, resolvi espiar pelo vão. Agachei, me aproximei e me deparei com o que eu só tinha visto em algumas "revistinhas", mas nunca ao vivo - uma buceta peluda e toda ensaboada! Fiquei tão "tarado" que me aproximei muito e Matilde percebeu:

Foram alguns segundos daquela visão que foi um presente para um mini voyeur como eu era...rs.

- O que está fazendo? Estava me espiando no banho seu safadinho??

Sai rapidamente dali, fui para o quarto bater uma deliciosa punheta e aproveitar as imagens bem frescas daquela buceta peluda ensaboada.

Lembro de ter ficado com muito medo dela contar para minha mãe, mas nunca falou nada.

Outro momento que me lembro aconteceu com a professora de artes manuais da minha Mãe. Irene era bem mais nova que a Matilde, acho que uns 26 anos e tinha a pele bem clarinha.  Fiquei curioso em saber como ela era peladinha. Quando terminava a aula a Professora ia se lavar. Eu subia para meu quarto alguns minutos antes, aguardava ela ir entrar no banheiro e olhava pelo buraco da fechadura. Observava excitado o strip-tease dela - ela abaixava o vestido, depois a calcinha, sentava-se no vaso, fazia xixi, se levantava ficava com a bunda virada para mim e enxugava a buceta. Eu tocava uma punheta, lembrando daquela bunda branquinha e da bucetinha peluda!

Minha iniciação sexual, meu fetiche voyeur, se deu naquele período e as bucetas peludas da Matilde e Irene nunca mais saíram da minha cabeça!


1.9.21

DANDO A BUCETINHA PELA PRIMEIRA VEZ


Gabriel friccionava seu pau na minha bucetinha cada vez mais forte. Foi então que ele forçou a entrada com a sua rola (nessa altura eu queria pedir para ele parar, mas era gostoso demais para parar, apesar de doer um pouco). Forçou ate invadir a minha bucetinha virgem! Senti uma dor incrível que me levou às lágrimas e ao mesmo tempo ao êxtase. Aquele membro parecia nunca mais acabar eu nem sabia mais se chorava de dor ou de prazer.

- Quer que eu tire meu pau da sua buceta?

Nessa altura já nem queria saber de dor nenhuma e pedi para Gabriel continuar... Ele meteu novamente na minha buceta e começou a dar estocadas profundas e selvagens, iniciando um movimento de vai e vêm que me levou à loucura, não demorou muito para ele gozar bem forte dentro de mim.

Da minha buceta inchada e vermelha escorria porra misturada com sangue do meu cabaço!

Uma dor deliciosa de prazer!