30.4.22

COMO SERÁ A BUCETINHA DA GATA ?

Você olha para o rostinho lindo da gata e imagina:

- Lindinha desse jeito, como será a bucetinha da gostosinha...da japonesinha, da loira, da morena...

- A buceta é rosadinha? tem grandes lábios? São escuros, peluda ou lisinha?

Vamos "matar" sua curiosidade!





27.4.22

OLHA AQUI AMOR, NÃO ERA ISSO QUE VOCÊ QUERIA?


Ver sua esposa chupando outra rola na sua frente!!!  

Então olha bem nos meus olhos enquanto eu chupo bem gostoso a pica do seu amigo, e depois que ele encher minha boca de porra, quero que você me encha de beijos. 

25.4.22

#TABOO - MINHA TIA ME ENSINOU TUDO!


Eu transei com minha tia muitas vezes! Ela me ensinou tudo, me fez homem... Eu passava finais de semana na casa dela.

Em casa ela não usava calcinha para que eu pudesse passar a mão na buceta dela e meter quando eu tivesse vontade!! 

Ainda hoje tenho muito tesão quando estou perto dela!

21.4.22

CONSIDERAÇÕES BUCETEIRAS DA LEITORA KCF


A aparência da buceta (o tamanho, o formato, a cor) não deve ser motivo de preocupação para nenhuma mulher. Cada buceta é original, ímpar, única; não existem duas bucetas iguais. É como impressão digital. Não dá para comparar bucetas. Toda buceta é linda, atraente e excitante. A mulher deve ter aceitação quanto à sua buceta e se sentir bem com ela; viver de bem com a própria buceta. Existem bucetas de tamanho médio, bucetas pequenas e bucetas grandes. 

Há mulheres que possuem a buceta mais proporcional ao seu corpo; outras, a buceta considerada menor; outras, enfim, a buceta mais encorpada, carnuda ou volumosa. O monte de Vênus pode ser mais elevado em uma buceta e mais baixo na outra. O clitóris pode ser mais preponderante numa do que na outra buceta. Os grandes lábios podem ser mais vultosos nessa buceta e menos naquela. Os pequenos lábios podem sem mais salientes nessa e menos naquela buceta. O tamanho da buceta não é documento. Quanto aos grandes lábios da buceta, um pode ser um pouco maior do que o outro. Quanto aos pequenos lábios, na mesma buceta, um é sempre mais ressaltado do que o outro. Não existe buceta simétrica. Uma buceta pode ser avermelhada, a outra, rosada, a outra, arroxeada. A buceta pode ter uma manchinha mais clara ou mais escura, uma pinta ou mais de uma. Não existe buceta padrão. A largura e o comprimento internos da buceta também variam de mulher para mulher. O canal vaginal é mais largo numa buceta e mais estreito na outra; mais longo nessa e mais curto naquela buceta. Tudo isso é absolutamente natural e normal. A mulher pode deixar a buceta peludinha ou depilada. Isso depende do seu gosto pessoal ou do seu companheiro. Cabeludinha ou raspadinha a buceta é bonita. Não existe buceta feia. Nossa buceta é linda, cheirosa e gostosa ao natural. 



Uma coisa é de suma importância: uma visita periódica à(o) ginecologista para avaliar a saúde da buceta. Outra coisa muito importante é a higiene regular da buceta. Nada como uma buceta limpinha, cheirosa, para a mulher se sentir bem e evitar constrangimento na hora da relação sexual. Ninguém gosta de buceta azeda. Isso também ajuda a prevenir problemas de saúde da buceta. 

Homens não se preocupam com a aparência da buceta. Isto é uma preocupação exclusivamente feminina; e é uma preocupação supérflua, desnecessária. Quando o homem procura a mulher para uma relação sexual ele quer ter prazer. Isso é próprio do ser masculino. Portanto, se a mulher estiver a fim, ela pode e deve se entregar com serenidade e confiança, dar a buceta sem medo, buscando igualmente seu prazer pessoal, sem outras preocupações, desfrutando plenamente daquele “momento precioso”. Quando os dois se amam ambos ficam felizes em dar prazer um ao outro. Portanto, tenha sempre essa convicção: 

“Minha buceta é linda, cheirosa e gostosa. Eu amo minha buceta”.

19.4.22

SEXO COMO ELE É - TE AMO ESPANHOLA!

 Tesão da porra uma chupeta com espanhola! 

Da um tesão quando meu pau é ordenhado pelos peitos grandes dela…uma espanhola em volta do meu pau 😈

16.4.22

A PRIMEIRA VEZ QUE SUA NOIVA BRINCOU COM DUAS ROLAS


Essa foi a primeira vez que sua noiva sentiu duas rolas ao mesmo tempo e você não estava lá. A safada amou chupar e ser penetrada ao mesmo tempo. Além disso, você não deixou de cumprir o seu papel: Ter comprado a lingerie nova para sua namorada usar.

9.4.22

PROJETO_60 - JOGUINHOS SEXUAIS DOS PRIMOS ADOLESCENTES


Na adolescência eu passava às férias na chácara da avó das minhas primas. Me juntava com a Débora, Rose e um primo mais velho, Fernando que morava em Ribeirão Preto. Brincávamos de várias coisas, mas o preferido era pique-esconde. 

Uma tarde, perdi no par ou ímpar, fechei os olhos, contei até cinquenta e os três correram para se esconder. Terminada a contagem saí à procura deles em vários lugares, mas não encontrava. Me lembrei de um galpão que ficava bem afastado da casa. Ao me aproximar ouvi sussurros. Abri a porta devagar e, para minha surpresa, flagrei Rose com a camiseta levantada, calcinha abaixada, peitinhos de fora batendo uma punheta para o Nando. Fiquei espiando, mas eles perceberam minha presença: 

- Oi primo estamos brincando um pouco rsrs. Você não pode contar nada para ninguém, tá! 

- Pode deixar, ficarei quieto, eu juro!

- Nós sabemos que você também brinca com a Dé e esse será nosso segredo!

Rose 12, loirinha, tinha peitos durinhos e bucetinha com poucos pelinhos. Nando 14, alguns meses mais velho que eu, era fortinho, bonitinho e muito safado.

- Fiquem aí que vou procurar a Débora.

- Ela sabe que vocês??

- Sabe sim, por isso não veio se esconder aqui. Deve estar te esperando rsrs.

Rose “sarrava” com o Nando escondido, mas Dé descobriu e, também prometeu segredo.



Debora com 13 anos, diferente da irmã, era bonita tinha um bundão empinado, peitões e uma buceta gordinha que marcava no short.

Encontrei Dé atrás do galinheiro.

- Demorou para me achar!

- Rose e o Nando estão no galpão...

- Ah! Você foi lá atrapalhar a brincadeira deles?

- Eu não sabia que eles... Atrapalhei um pouco rsrs.

- Vamos ficar aqui que é seguro.

Comecei a beijá-la, apertar sua bunda, alisava e chupar os peitos... coloquei meu pau para fora. 

- Chupa minha piroca!

Ela se ajoelhou abocanhou e chupou.

- Está chegando, bate uma!

Enquanto eu tocava na bucetinha ela se levantou, pegou no meu pau e bateu uma até eu gozar. Escutamos um barulho colocamos a roupa e fomos para casa. 

Dia seguinte acordamos, Nando com uma cara sacana disse:

- Hoje vamos brincar do que? 

Debora me olhou com um sorriso maroto e cochichou no meu ouvido:

- Hoje vai ser diferente! Eu quero brincar e levar a melhor!



Fomos caminhar, nos afastamos da casa para não correr perigo de sermos flagrados pela avó das meninas. Paramos à beira de um riacho, Nando tirou o short, ficou pelado e disse que ia nadar. Rose só de calcinha também entrou na água. Eu e a Dé nos afastamos dali em busca de um lugar mais tranquilo. 

Fomos logo nos beijando. Débora tirou o vestido deu um sorrisinho safado e disse:

- Coloquei essa calcinha para você!

Era bem pequena e enfiada na bunda. Tirei a bermuda, sentei-me numa pedra, ela começou a me chupar e eu tocar na buceta dela, senti que a xota estava quente, melada, meti a boca até ela gozar. 

Escutamos Nando chamar. Nos vestimos e fomos encontrá-los.

- E aí, a brincadeira estava boa?

-Nós estamos pensando num joguinho novo. Como já sabemos o que está rolando entre nós, por que não nos divertimos juntos e trocamos de primos? Rose e Nando já estavam decididos. Dé titubeou um pouco, mas topou. Eu sabia que ela tinha uma “quedinha” pelo Nando... também achei tesudo o jogo.

- Vamos lá para o galpão que é mais seguro.

Chegando lá, todos juntos no mesmo lugar, tirei meu short, pau estava duro, abracei a Rose e meti a mão na bucetinha dela.

- Tira a roupa, fica peladinha!

- O que, peladinha?

- Deixa de besteira, Debora faz isso.

Ela tirou a camiseta e a calcinha como eu pedi.

- Delícia de bucetinha, lisinha sem pelinhos. 

Coloquei o pau no meio das coxas dela, molhei meu cacete na bucetinha, mas não meti só roçava o pau. 

No outro lado do galpão Nando beijava a Dé, levantou o vestido, abaixou a calcinha e enfiava a língua na buceta dela. À medida que ele chupava, ela se empinava e mordia os lábios. 

- Fica de quatro?

- O que?

- Quero colocar na sua bundinha. 

- Na bundinha? Comer meu cuzinho?

- Deixa vai, eu meto na sua irmã e ela não reclama.

Ele colocou o pau nas coxas e foi forçando.

- Nando, mete devagar só no cu, na frente não, sou virgem. 




Nando cravou as mãos nas ancas dela, puxou e enfiou o pau. As vezes o pau do Nando escapava, mas ele lambia o cuzinho dela e voltava a meter. Débora estava acostumada a dar a bundinha, eu mesmo já tinha comido várias vezes. Não demorou muito para ele gozar. 

Eu também queria meter e gozar na minha priminha Rose! 

- Primo vai com calma para não doer. 

- Relaxa gatinha vou molhar e colocar meu pau devagar.

- Vai gozar? Quero ver você gozar.

Ela ficou de quatro, se arreganhou, eu meti a cabeça, depois o pau inteiro no meio das coxas dela. Rose mexia a bunda para frente e para trás, não aguentei e gozei. 



Passamos cerca de dois anos nessa brincadeira de troca-troca de primos, até que o pai do Nando se separou da mãe e o levou para morar com ele fora do Brasil. 

Depois de um tempo Débora me contou que, numa dessas férias no sítio, o Nando tirou o cabacinho dela e que a bucetinha estava liberada nas nossas brincadeiras.

Ela contou para a Rose o que aconteceu entre eles. A priminha mais nova prometeu que quem tiraria o selinho dela seria eu!


6.4.22

MELHOR QUE FILME PORNÔ É ASSISTIR SUA MULHER FODENDO

 Muito melhor que filme pornô é assistir uma cena dessas, onde a protagonista é sua própria esposa puta gostosa, rende a melhor punheta da vida de corno!!!