30.3.20

TESÃO DE SEGUNDA #3 - COMPRO LINGERIE PARA ELA USAR COM OS OUTROS

Uma das coisas que mais tenho tesão em fazer, sempre que ela arranja um namoradinho novo, é comprar uma lingerie bem linda e sexy para ela usar no primeiro encontro com ele. 
Passeio pelas lojas, olho os diferente modelos, pergunto a opinião das atendentes (com o pau sempre duro por baixo da calça) e fico imaginando o que o cara vai pensar quando a vir só com a calcinha que eu escolhi. 
Ela dá risada dessa minha tara. Diz que sempre é muito bom ganhar lingerie nova, mas a verdade, ela me conta, é que os caras nem mesmo olham para a calcinha que ela está usando quando a levam ao motel. O que eles querem mesmo é vê-la peladinha o mais rápido possível. 
A calcinha vai logo parar no chão e ninguém mais presta atenção nela. 
Eu, de minha parte, não me importo muito com isso. Meu tesão estar em escolher algo que a faça se sentir sexy e que, quando ela chegar em casa, venha impregnado com aquele cheiro maravilhoso de sexo bem feito e de boceta bem comida que só quem é casado com uma gata liberada e safada sabe bem o que é.

27.3.20

METI COM O BOY NA RUA DENTRO DO CARRO

Tenho 18 anos, perdi minha virgindade há pouco tempo, e tinha decidido que ia transar e transar muito. 
Conheci um carinha no Tinder, 25 anos, todos os dentes, cabelo, escreve bem... A princípio é isso que me atraiu nesse cara. Ficamos conversando pelo zap por semanas. Comentei que no final do ano eu iria pra casa da minha tia, em São Paulo e marcamos de nos encontrar.
Num domingo a tarde ele me mandou msg, eu disse que estava em casa, mandei a localização e ele disse que logo chegaria. Eu não estava muito afim, pois queria tomar um banho, me arrumar, aquelas coisas né, mas não deu tempo.
Ele mandou msg, disse que tinha chegado e lá fui eu, vi um carro parado, e entrei e vi pensei : Nossa, ele é gatinho
Nos cumprimentamos e ele perguntou 
- Como sabia que era eu? E se fosse um maluco?
- Você disse que tinha chegado e só tem seu carro parado aqui! Não vamos ficar aqui na porta da minha tia, né?
Pegamos a avenida, entramos numa rua mais tranquila, ele parou o carro. Começamos á nos beijar, e o clima foi esquentando, o boy abriu a calça e colocou o pau para fora. Quando vi aquela rola enorme, me deliciei como nunca antes.
O boy com o pau duro igual concretos, eu com minha buceta encharcada e doida pra dar, mas meio reciosa porque não tinha muito intimidade, ia me sentir meio “puta”, mas era o que eu queria, aquela rola toda dentro de mim.
Abriu meu sutiã, chupou meus peitos com vontade!


Fomos para o banco de trás, chupei, engoli até as bolas aquela rola grossa. Deitei e ele veio por cima pincelando minha buceta. Como tinha perdido a virgindade fazia uns 5 meses e não tinha transado com mais ninguém, me senti perdendo o cabaço novamente, era uma dorzinha com prazer súbito, na terceira botada ele socou, e enterrou aquele cacete em mim, eu sou muito tímida pra gemer, mas não me contive, gemi de tesão, e ele socando tão forte que senti aquela rola na minha buceta.
- Me fode vai, com força, isso vai, vai !!
- Isso que você quer sua gostosa, quer leitinho, quer?
Tirou o cacete da minha buceta e depois de uns segundos ele gozou, foi tanto leite que espirrou no banco e no painel do carro. Minha buceta apertadinha estava toda arrombada.
Ele levantou e arrumou a calça. Puxei a calcinha para cima, ajeitei o vestido como deu. Ele saiu do carro e pediu que eu ficasse de quatro no banco. Ele levantou meu vestido, coloca a calcinha pro lado e chupa meu cú, nossa aquilo me deu muito tesão. Olhei para trás ele esta de pau duro de novo, fico de quatro virada para ele e começo a punhetar, chupar.
-Vou foder seu cuzinho! 


Eu acelero a punheta, e ele coloca a cabeça e empurra o pau! Senti mais um jato de porra quente na bundinha!  Atordoada, Eu toda melada, coloquei minha roupa, fomos pro banco da frente, ele me levou até em casa e nos despedimos... Ele espera eu entrar e sai.
Tesão de Boy, me deu um otimo presente de final de ano!

25.3.20

MEU MARIDO É CUCKOLD VOYEUR E EU TORNEI-ME UMA HOTWIFE

Nem queria acreditar que após 20 anos de casados e com 50 anos de idade, o meu marido quisesse ver-me na cama com outro homem, ele que foi o meu único namorado e quem me tirou a virgindade. 
Certo dia confidencio-me sentir grande tesão imaginando que eu estava sendo fodida por uma enorme geba, reclamando não aguentar tamanha grossura. Perguntou-me de seguida se aceitava transformar essa imaginação em realidade. Disse-lhe que não, mas ele com frequência insistiu-o tanto, afirmando que eu muito iria gozar com uma pica diferente, maior que dele, apenas com 14 cm, que decidi aceitar. No entanto algo tinha de esclarecer e perguntei-lhe: 
- Então já não me amas? 
- Querida, o meu amor por ti irá mesmo aumentar com o prazer que irás proporcionar-me e para teu parceiro encontraremos um desconhecido, que seja do teu inteiro agrado! Acrescentando! 
Quanto a mim seria um mulato, pois com ascendência africana normalmente são bem abonados. Se realmente é assim aceito a experiência, mas se desgostar não repetiremos. 
Ocultaremos os nossos nomes verdadeiros e terá que ser num motel. O meu marido jubilou e de imediato procurou num site de acompanhantes masculinos, que eu também acompanhei. Rejeitamos vários, até que um me agradou; era massagista, casado, com 30 anos, mulato, de nome Adelino. 
Combinamos um encontro numa pastelaria para nos conhecermos e ver se havia ou não química entre nós. Quanto mais se aproximava o dia, mais eu tremia ao pensar no que ia acontecer, pela primeira vez iria expor a minha nudez perante outro homem. 
No dia aprazado vesti um babydoll preto, que contrastava com a minha epiderme branca. Ao chegar ao quarto nos sentamos na cama e pedi ao meu marido para me excitar o máximo, o que ele fez muito bem, beijando-me, cariciando-me e deixando-me com o desejo sentir um caralho entrar na cona. 
O Adelino não tardou, despiu-se e aproximou-se de mim sem pressas; pediu-me para me levantar, admirando o meu corpo; o meu marido havia-se afastado para a poltrona. O Adelino abraçou-me por traz, beijando-me o pescoço e os ombros, enquanto me despia o babydoll. Já havia reparado que ele tinha entre as pernas uma geba bem grossa e comprida, rija como o aço, bem maior e mais grossa que a do meu marido. Aquilo ia magoar-me quando entrasse na cona, mas teria de aguentar, no momento sentia-o no reguinho do bumbum, o que me excitava bastante. Virou-me de frente e procurou os meus lábios com os dele para um beijo que foi de língua, ao que eu correspondi. Era o primeiro beijo de língua que trocava com outro homem. Deitou-me na cama e depois do beijo trocado, os seus lábios e língua percorreram-me todo o corpo até ao interior das coxas, detendo-se especialmente nos mamilos e no umbigo sem tocar no meio das minhas pernas. Depois de beijar e lamber-me as coxas chegou finalmente onde eu mais ansiava. Senti a sua língua nos lábios vaginais, metendo-a profundamente entre eles, rodopiando-a também no clitóris. Como a sua verga próximo do meu rosto, peguei-lhe e meti-a na boca, chupando aquele rolo de carne rija. Puxei o Adelino para cima de mim, ficando num perfeito 69. Eu sentia-me voar com o prazer do melhor orgasmo da minha vida. Como era possível sentir tanto prazer com um estranho? 
Estava exausta. Vi que o meu marido se punhetava, mas o que mais desejava era certificar-me se aguentava o seu caralho na cona. Já o Adelino se colocava entre as minhas pernas, roçando a cabeça do pau no clitóris. Eu aguardava ansiosa a investida e pedi-lhe:
- Mete devagar que é muito grosso. 
Ele compreendeu-me e foi empurrando lentamente, parecia estar perdendo novamente a virgindade, aquilo ia alargando o canal a sua medida, com os dentes cerrado fui aguentando até senti-lo bater no útero. Depois que delicioso vai-vem, roçando sempre no clitóris; nas estucada batia no útero; que dor tão gostosa eu sentia, com tudo isto os orgasmos eram duplos. 
Não irei descrever todas as posições em que fodemos, mas que tarde inesquecível. 
Esta foi a nossa primeira vez. Já temos repetido com outros parceiros e até uma vez dei o cuzinho.

23.3.20

TESÃO DE SEGUNDA #2 - HOTWIFE À CAMINHO DA ACADEMIA

Quando minha hotwife se deu conta de que os machos da vizinhança não conseguiam desviar os olhos da sua bunda, quando ela caminha para a academia, passou a recusar minhas caronas: 
- Imagina amor, não precisa, vou caminhando. Assim minha bunda fica ainda mais durinha pra você, dizia sorrindo. 
- Para mim e para os vizinhos que não tiram o olho da sua bunda, né? provoco. 
Ela ri, sentindo-se descoberta: 
- Ok amor, para eles também, mas por enquanto só você encosta!
Eu ainda grito: - Por enquanto? 
Ela volta apenas para me dizer:
- Sim, meu corninho. Por enquanto, só bucetinha para eles e cuzinho, só pro meu maridinho.

18.3.20

NO SEXXXVIDEO TITIA SEDUZ SOBRINHO NA COZINHA

Alguns garotos sonham em transar com a tia gostosa, mas ninguém sabe como dar o primeiro passo em direção ao sexo com alguém da familia. 
Como a titia reage à proposta de deixar o sobrinho colocar o pau na buceta? 
Nem todas vão concordar! 
O garotão deste vídeo teve sorte. A Tia aproveitou que a mãe do garotão tinha saído e pegou o sobrinho na cozinha. 
O garoto obediente estava lavando a louça quando a tia apareceu atrás dele e o abraçou gentilmente. 
Depois disso, titia ajoelhou e começou a chupar pau do sobrinho. 
Melhor ver o vídeo né!

16.3.20

TESÃO DE SEGUNDA #1 - BUCETA PRETINHA

Segunda-feira é dia de trabalho... O SeximaginariuM vai ajudar os nosso leitores a iniciar a semana com tesão! 
Um Tesão de Segunda! 
Todas as segundas vamos postar o que mais foi comentado na semana com muitas fotos quentes e muito sexo!
Começamos com um sexipost em que a leitora confessa que "tem vergonha da buceta pretinha". 
Buceta pretinha se deve à mulher meter muito? É normal ter a buceta mais escura? Os homens o que acham? Vocês acham feio? nojento?
Dois comentários de leitores do blog e fotos de uma delicinha explicam essa duvida!



"Não é nada nojento! Considero até excitante o contraste desses lábios escurinhos com brancura da epiderme que os rodeia. Por mim não me importava nada de lhe fazer um minete gostoso."

"Eu, particularmente, acho uma bucetinha mais escura muito mais excitante. Felizmente, minha esposa tem a pele mais escura que a minha (super branco) e tem a bucetinha deliciosamente escurinha. Desencane, homens não julgam uma mulher pela aparência de uma vagina. Se a xaninha for limpinha e cheirosa, qualquer um irá desejá-la."

11.3.20

CASEI VIRGEM, MAS MEU MARIDO DESCOBRIU MEU SEGREDO

Quando eu tinha 15 anos, tocava muita siririca, tinha muito tesão de ficar com um homem, de preferencia mais velho, mas queria continuar virgem. Aproveitei que minha irmã mais velha tinha brigado com o namorado, um cara de 22 anos que vivia me cantando, "dei mole" para ele e ficamos juntos. Namoramos por seis meses. Num dia disse que queria dar para ele:
- Você é novinha, 15 aninhos, já deu para alguém?
- Não, só fiz boquete num amigo na escola e ele chupou meu peitos. Quero dar para voce, mas quero continuar virgem..
- Então vou comer seu cuzinho! 
Ele fez anal (que doeu pakas). Depois dele, namorei com mais dois caras e eu sempre fazia anal, na buceta so lingua! Encontrei um cara legal, "respeitoso". Disse para meu atual marido que era virgem (era mesmo), que tinha namorado com meu cunhado (minha irmã casou com o cara que tirou o cabaço do meu cuzinho), mas nunca contei das safadezas de solteira. Meu marido varias vezes perguntou se tinha rolado algo mais, mas sempre jurei que nunca tinha acontecido nada com meus ex namorados, a não ser um amasso mais fortes. 
Meu marido sempre ficou com uma "pulga atras da orelha" e, recentemente numa festa de família, ele já meio alto de tanto beber, jogou verde pra colher maduro - Num certo momento disse ao meu cunhado que eu tinha contado tudo, tudo mesmo que havia rolado entre eles e ele caiu, acabou contando tudo:
Que nunca tinha comido a minha buceta porque eu não queria perder a virgindade, mas no cuzinho socou muitas vezes e gozou muito. Ele fez que já sabia de tudo e o papo ficou por ai.
Naquela noite, estávamos na cama e no auge da foda ele perguntei de novo:
- Aconteceu algo entre você e o marido da sua irmã.
- De novo isso! Já te falei que não. Casei virgem com você. Você tirou meu cabaço!
Ele não aguentou e disse que ele havia contado tudo o que le fez com ela, que realmente não tinha metido na buceta, mas você dava o cu para ele!
Não tive saída, admiti, pedi perdão...
Meu marido ficou m imaginar meu cunhado comendo minha bundinha, gozando na minha boca. 
Depois desse dia ofereci a bunda para meu marido, acho que é uma forma de me redimir de ter escondido dele. O marido da minha irmã frequenta nossa casa direto, fico imaginando se ela soubesse disso também, 
Conto pra ela ? 

9.3.20

ESPOSA QUER QUE O AMANTE "ABRA O JOGO" PARA O MARIDO DELA

Quando ele a viu chegar com as crianças na porta da escola, dar um beijo em cada uma delas antes de entrarem, ele esperou um pouco e se aproximou. Alcançou-a quando já havia entrado no carro: 
- Oi, sumida. Quanto tempo! Tava com saudades... Disse apoiando-se na janela do carro. 
- Saudades de mim ou da minha buceta? Respondeu ela fingindo estar magoada. 
Acariciando o rosto e o cabelo dela, ele responde todo carinhoso: 
- Não fala assim, morena... você sabe que eu gosto da sua pele, do seu corpo, do seu beijo... Claro que eu tenho saudade da sua buceta! E se você deixasse, teria saudade do seu cuzinho também...
Ela deixou-se beijar ali mesmo, correndo o risco de ser vista pelos pais de outros alunos, mas logo convidou-o: 
-Entra, deixo você em casa. Ainda tenho uma meia hora e se você se comportar, deixo você matar saudades da minha buceta.


Estacionou em uma rua a uns 500m da casa dele e pulou para o banco de trás. Gostava de transar com ele, mas fingia não se importar - fazia parte do jogo de sedução entre eles. 
- E seu cuzinho, gata? Vai me fazer sentir saudades dele também? perguntou já com a mão entre as pernas dela. 
- Meu cu você só come na frente do meu marido seu safado, quando você for homem o bastante pra confessar pro seu amigo que tá comendo a mulher dele há meses. Esqueceu que foi você que me agarrou na cozinha lá de casa e me comeu sobre a pia enquanto ele tomava um banho para sair com você? Respondeu ela. 
- E você adorou. Ficou com as perninhas tremendo, com a minha porra escorrendo nas suas coxas e você toda perdidinha, com medo que seu marido descobrisse... tão lindinha!
Agora ela já sorria também. Havia baixado a guarda e acariciava o peito dele. 
- Verdade. Foi tão gostoso... eu ficava ouvindo as estórias das casadas que você comia e ficava toda molhada. Que bom que você foi atrevido aquele dia. Mas me diz: Você conta para os outros que me come?" quis saber. 
Ele sorriu com malícia e respondeu: 
- Ainda não, mas conto para o seu marido se você quiser...
- Claro que quero!