28.10.21

RECLUSO NA PANDEMIA METI COM A SOGRA E CUNHADINHA

Recentemente um vídeo viralizou nas redes sociais. Uma mulher conta que divide seu marido com sua mãe e até mesmo com sua irmã mais nova. “Vocês sabem como eu mantenho o meu homem feliz? Eu deixo ele brincar com minha mãe e com minha irmã mais nova. Sim, eu sou esse tipo de esposa. Sempre que não estou com vontade, posso simplesmente deixar meu marido ficar com elas “disse ela.

Na continuação do vídeo, o marido aparece e abraçado com a mãe dela.

“Sim, eu sou esse tipo de esposa. Eu deixo meu marido ficar com minha mãe e minha irmã algumas vezes por semana”, acrescentou.

Muitos devem se perguntar: Isso acontece mesmo? Sim aconteceu comigo.

Na segunda fase da pandemia, início de 2021, resolvemos alugar uma chácara próximo a São Paulo e fomos todos morar lá. Eu, Carol minha esposa, a cunhada Kelly, 28 anos, uma loira peituda siliconada e muito gostosinha e minha sogra Cristina, 55 anos, mulata, tipo mignon, boca sensual, divorciada, uma mulher muito interessante para se esconder da vida e deixar de aproveitar o que era bom - confessou para minha esposa que sexo já não fazia parte da rotina na vida dela fazia muitos anos.

Nos primeiros meses do ano, verão quente, muita piscina, as mulheres de shortinho, camiseta sem sutiã, a cada dia as conhecia mais em detalhes. Num domingo, almoçamos, hora da sobremesa e do café, rolou uma conversa apimentada entre as três - mãe e filhas. A cunhadinha mostrava fotos de homens no celular e dizia que eram lindos e gostosos. Minha sogra olhou para minha esposa e disse que eu também era bonito e devia ser muito gostoso na cama. Minha esposa concordou e minha cunhadinha duvidou.

- Será? Não tem jeito de quem mete bem, olha só como dorme!

Eu deitado no sofá da sala, fingindo dormir, ouvia tudo e observava o rabo gostoso da minha cunhadinha. Depois de ter bebido muito relaxei e dormi.

No meio da tarde levantei para ir ao banheiro...estava ocupado. Aguardei e, quando a porta se abre, surge minha cunhadinha, de calcinha e sutiã! Notei que seu olhar foi direto para meu pau duro (todo homem fico de pau duro quando tem vontade de mijar) ela deu um sorriso sacana e disse:

- Carol contou que seu pau era grande, deixa eu ver se seu é grande mesmo?

Empurrei ela para dentro do banheiro, a vontade de mijar se transformou em tesão - abaixei o short, meu pau saltou para for, Kelly segurou e começou a chupa-lo, parecia que ela nunca tinha visto uma rola na vida.

- Delicia! Agora é minha vez de levar pau do cunhadinho.Mete logo cunhado, daqui a pouco sua mulher volta... 

Apoiei ela no vaso sanitário e comecei a meter com força na sua boceta. Depois botei ela de quatro, enfiei a língua na buceta, até que ela falou:

- Quero pau no meu rabinho.Vem cunhado, me come de quatro!

- Tesão! Sua irmã nunca me deu o cuzinho!

Coloquei de quatro dei umas lambidas no cuzinho e fui colocando devagarinho. Passou a cabeça, um vai e vem depois ela se acostumou e começou mais rápido:

- Soca safado come tua cunhadinha putinha arregaça meu cuzinho.  

Meti gostoso até gozar.

- Vamos sair, vão nos flagrar aqui!

Quando abrimos a porta encontramos minha sogra no corredor. Fui para o meu quarto com o sentimento que tinha feito merda. Sogrinha bateu na porta e entrou:

- Leo, seja sincero comigo - está rolando algo entre você e a Kelly? Se sua mulher sabe te mata!

- Por favor sogrinha não fale nada...não aconteceu nada

- Sei, sei, vi vocês saindo do banheiro. 

Minha sogra contou para a Carol o que tinha acontecido. Sentamos, conversamos e para meu espanto ela disse que não tinha problema em me dividir com a família!

Numa noite, tomamos vinho e não demorou muito estávamos todos bem soltinhos. Minha cunhada e minha mulher foram dormir. Ficamos eu e Cristina conversando na sala.

- Se você ficar aqui e me fazer companhia aí não vou dormir.

- Você me sacaneou, acabou contando para a Carol né?

- Só falei o que vi...Mas você comeu a Kelly?

Contei para ela o que tinha acontecido e também que eu e a Carol tínhamos uma vida liberal, que eu deixava a filha dela transar com outros caras. A velha ficou de boca aberta, ainda mais quando lhe falei que a filha me liberava para chupar outras bucetas. Minha sogra perguntou se eu também sentia tesão por ela.

Respondi que sim. A sogrinha que já estava soltinha se entregou e me beijou.

– Que boca gostosa!

Comecei a acariciar seus peitos e mamar em cada um os bicões escuros e arrepiados. Meti a mão por dentro da calcinha toda encharcada e encontrei a buceta melada de tesão. Escorreguei o dedo para dentro, fiquei brincando no grelo. Ela gemia, imóvel, me deixando fazer tudo. Coloquei o pau para fora, sogrinha, usando as duas mãos, bateu uma punheta, acariciava meu saco e alisava a cabeça do pau. Coloquei minha sogra na posição de frango assado pincelei o bucetão e fui colocando. Ela sem nenhum pudor e se contorcia toda e me oferecia o cuzinho escurinho. Nunca tinha metido numa buceta e num cuzinho de uma mulata, e não sabia como era bom! Enquanto metia buceta toda melada colocava o polegar dentro do cuzinho. Para terminar ela mamou até encher a boca com a minha porra. Depois de uns 15 minutos, minha esposa apareceu na sala e disse:

- E então mamãe, matou à vontade?

- Ah! Que maravilha de rola seu marido tem!

- Porra vocês três são bem safadas né?

- Sim! A partir de hoje, vamos foder em família. Se você aguentar, claro!


27.10.21

A PRIMEIRA BUCETINHA AGENTE NÃO ESQUECE!!


"Não foi preciso dizer mais nada... Leo se deitou no sofá, arrancou a calcinha dela e chupou com muita vontade a buceta lisinha de Carla... Enquanto ela chupava o pau de Leonardo, me aproximei e o beijei. Minha buceta já pulsava muito e eu sentia a calcinha completamente molhada. Leonardo levantou Carla, colocou no colo, e ela encaixou gostoso naquele pau duro. Eu ali ao lado assistindo a cena louca de tesão.
- Humm isso está ótimo. Também quero brincar com vocês.
Não tive dúvida... O beijei mais uma vez carinhosamente e já cai de boca naquele pau gostoso... Ajoelhei para chupar suas bolas enquanto Carla se sentava naquela pica dura e gostosa... De leve passava minha língua na buceta molhada e no pau do meu marido. Carla gemia muito de prazer!
Leonardo percebendo isso a fez virar de frente para mim e costas para ele, assim eu podia chupar seus seios e seu grelo, nessa posição ambos gozaram loucamente...
Carla guardou a porra quente do meu marido. Deitou-se no sofá. O maridão pediu que eu a limpasse... Claro que como boa esposa fiz tudo direitinho – limpei a bucetinha dela com a minha língua e dividimos aquela porra deliciosa!
Carla não me tocou, mas também não se importou que eu a tocasse, chupasse, beijasse todo seu corpo e pôr fim a limpasse de toda a porra que escorria da sua buceta inchada de tanto foder...
Encontramo-nos outras vezes, mas demorou algum tempo para que ela me tocasse. Carla nunca tinha ficado com mulheres. Eu também não. No início eu mais olhava os dois fodendo, acariciava os dois. Chupava a bucetinha e o pau dele antes dele foder. Chupava a buceta dela antes e depois do meu marido gozar! O gosto de porra misturado com o gozo dela é delicioso!"



22.10.21

#TBT - O SONHO DAS MULHERES - SEXO A TRÊS


No sexo, conforme a intimidade aumenta, mais forte fica a vontade de realizar com a gata ou com o gato aquelas fantasias guardadas a sete chaves. 
Com jeitinho e muita conversa, é possível concretizar os mais variados fetiches e torná-los até mais prazerosos do que a nossa mente podia imaginar. 
Um dos desejos que povoa a mente dos SeximaginarioS é o sexo a três. A ideia de dividir a gata ou o gato com um desconhecido pode parecer inconcebível para uns, mas para outros casais... 
A prática do sexo a três envolve três etapas: a curiosidade, a vontade e a coragem. 
A vontade dá e passa e transformá-la em realidade requer diálogo para estabelecer confiança e limites do que pode ou não ser feito. 
Se tudo bem, coragem! Coloque em prática como esse trio! 


20.10.21

UMA IMAGEM ERÓTICA OU BIZARRA ?


O fotógrafo Andreas Smetana recriou o rosto da atleta australiana Cathy Freeman com a edição de imagens de pessoas nuas, que foram fotografadas de tal modo que, seus corpos juntos, formaram partes do rosto da atleta - boca, nariz, olhos etc. 
Smetana é um fotógrafo austríaco que atua há anos na Austrália. É considerado internacionalmente como um dos grandes profissionais da fotografia publicitária, a quem as grandes marcas recorrem frequentemente. O resultado final me parece algo um tanto bizarro!



18.10.21

MINHA ESPOSA ME FAZ GOZAR GOSTOSO COM O STRAPON


No nosso namoro minha esposa quase não dava para mim e depois que nos casamos parou de transar. Ela sempre achou meu pau pequeno e dizia que eu tinha pouca porra. Hoje ela fala que eu não tenho porra nenhuma! 

Vou contar como ela me faz gozar gostoso. Ela pega no meu pau, bate uma punheta e chupa meus mamilos até eu gozar. Outro dia chegou pelo correio uma encomenda. Ela abriu o pacote toda eufórica e sorridente me chamou e disse:

- Olha o que comprei para você - um sugador de mamilos e uma cinta peniana! 

Ela disse que é para deixar meus mamilos maiores e bem bicudo. O strap-on ela me penetra enquanto chupa meus bicos. 

Hoje ela nem precisa mais pegar no meu pau para eu gozar. Não tem nada mais gostoso que levar um pau no cu enquanto minha esposa chupa meu peitinho.



15.10.21

DOU O CUZINHO PARA MEU AMANTE, PARA MEU MARIDO NÃO!


Ela nunca gostou muito de sexo anal. Nós até que experimentamos bastante no começo de nosso namoro e depois casamento. Eu adorava, pois ela tem uma bunda simplesmente maravilhosa, de deixar qualquer um doido. Mas eu sempre senti que ela não fazia aquilo realmente com vontade, com prazer – fazia apenas para me agradar. Com o passar do tempo, acabei deixando de pedir, e quase não trepamos mais por trás.

Por isso, não consegui evitar minha cara de idiota quando ela disse, outro dia, enquanto me contava o que andava fazendo com seu novo amiguinho:

“Ele comeu meu cu na última vez em que saímos”.

Não consegui falar nada, acho que fiquei apenas olhando para ela com cara de espanto.

Ela me encarou com firmeza, mostrando quem mandava no jogo.

P-P-Por quê?” foi a única coisa que consegui perguntar.

Por quê? Ah, porque me deu vontade, ué! Ele me pediu tanto, tanto, parecia que tava tão a fim, e eu não consegui resistir... fiquei com tesão e liberei tudinho. Além do mais, ele tava mesmo merecendo um presentinho, algum agrado especial, naquele dia... tava gostoso demais, aquele pau duro roçando na minha bunda, as mãos apertando as minhas coxas, os meus seios, aquela voz doce no meu ouvindo, pedindo, pedindo...”

Silêncio. Eu não conseguia dizer nada. Ela continuou:

Você sabe, quando o tesão está a mil, a gente às vezes acaba fazendo coisas que não faria normalmente, em outras situações. Aquele dia, tudo estava tão delicioso que eu nem sei. Uhmm.... o jeito como ele me puxava pelos cabelos enquanto metia em mim... me arrepio toda, só de lembrar disso agora!”

Escorreguei minha mão para o meio da bunda dela e fiquei tocando o buraquinho ali, ao mesmo tempo em que lhe dava um beijo de língua.

Ela se afastou:

Tira a mão daí, seu bobo!”

Ah, dá ele pra mim também, dá...”

Não, não, pra você não...”

Mas, porque não?”

Bom, porque você já sabe que eu não gosto disso!”, e caiu numa gargalhada tranquila.

Assim, eu tive que me contentar com a porta da frente, mesmo. Primeiro nos masturbamos um pouquinho enquanto ela terminava o relato do dia em que deu o rabo para o amigo, e depois eu me meti no meio de suas pernas e fodemos até gozar. Ela primeiro, eu logo depois.

Mais tarde ela pegou no sono, de lado, e eu fiquei admirando sua bunda e pensando no quanto a vida de amante, às vezes, pode ser bem mais divertida do que a de marido... ou seria, talvez, o contrário?

8.10.21

ESPOSA PAGOU A DÍVIDA DO MARIDO METENDO COM O AGIOTA


Me chamo Caio e ganho a vida emprestando dinheiro para quem está fodido, cheio de dívida. Um dos devedores me procurou para dizer que não tinha como pagar o empréstimo. Vendeu carro, joias, eletrodoméstico, mas não sobrou grana... Disse a ele que se virasse e me trouxesse logo uma solução. Chorou e me falou que perdeu tudo e a única coisa que tinha na vida era a esposa. 

- Tai a solução, ela paga sua dívida! 

Como assim, perguntou ele. 

- Conheço sua esposa, ela é jovem, bonita, morena, peitão, bundinha redondinha e firme, um tesão de mulher... pode pagar com o corpinho dela! Você me deve 30 mil vamos fazer cada foda por mil, então vou meter com sua esposa 30 vezes.

- Você bebeu! Ela não vai topar uma loucura dessas.

- Converse com ela. Se ela te ama e te quer vivo, fará isso por você!

No dia seguinte ele mandou um “zap” dizendo que a esposa tinha topado e que preferia que os “pagamentos” fossem na minha casa. 

- Vamos começar logo então...amanhã no final da tarde.

Como combinado, no dia seguinte aguardei o casal em casa. Os recebi, fomos para a sala, sentei-me no sofá e eles se sentaram em frente. A esposa nervosa não me encarava. Ela de vestido branco transparente, estava linda. Eu fiquei os observando em silencio e para quebrar o gelo falei: 

– Vamos começar brincando assim: cada um de nós tira uma peça de roupa bem devagar e o maridão assiste. Você começa!

Ela se assustou, mas sem dizer nada tirou o vestido, eu a calça e a cueca, ela o sutiã e a calcinha. Uau! Que visão - Uma buceta peludinha, bicos grandes e negros... Meu pau ficou duro como pedra.

– Agora venha aqui e me chupa.

Ela começou alisando meu pau, passou a língua na cabeça, nas bolas, a esposa do devedor chupava com maestria. Engoliu pouco menos que a metade...

– Eu quero mais!

Ela abocanhou, babou no meu pau inteiro mais não era o suficiente:

– Coloca inteiro na boca!

– É muito grande, não dá da não, falou ela meio engasgada, babada, com a maquiagem em volta dos olhos borrada pelas lagrimas que escorriam no esforço de botar meu pau na boca. 

O marido olhava aquilo com cara de tesão. Falei para ele:

- Está te incomodando? Com ciúmes dela? Ou está tesão me ver comendo sua esposa? Fique à vontade para bate uma punheta. 

Dei um tapa na cara dela e mandei ela dizer para o marido que ela era minha puta e que eu era seu dono até pagarem a dívida.

– Amor, estou te fazendo de corno, mas é para nosso bem tá! É para pagar a dívida que você fez!


Dei mais dois tapas na cara dela e mandei ela dizer para o marido o que estava sentindo.

– Estou com muito tesão de chupar o pau dele e ver você batendo uma punheta.

Levei ela para o quarto, coloquei na posição de frango assado e comecei a chupar a buceta meladinha. Coloquei a cabeça do meu pau na portinha e chamei o marido pra ver:

– Olha como eu vou foder a buceta da sua cadelinha!

Enfiei meu pau de uma vez, até o talo, e comecei a bombar rápido. Ela gritava e gemia bem alto, eu apertava os seus peitos e alisava seu corpo delicioso. 

Tirei meu pau da buceta, peguei ela pelos cabelos e a fiz ajoelhar. Fiquei de pé na cama e meti na boca dela na frente do marido que já tinha gozado na punheta. Ela engolia meu pau olhando para a cara dele.

– Olha aqui seu corno como ela chupa meu pau. Ela nunca te chupou assim né?

Deitei-me na cama e mandei ela cavalgar de frente para o corno, fiquei apertando seus bicos enquanto ela socava meu pau. O marido foi à loucura vendo-a pular de frente para ele, a esposa gritava muito! Depois de um tempo coloquei ela de lado e meti mais ainda.

– Bata punheta corno, mas não pode tocar nela! 

Continuei fodendo a cadelinha que tocava o grelinho com o meu pau dentro da buceta. Ela gozou e logo em seguida também gozei. Nos dois ficamos deitados, esperei uns minutos para me recompor e me levantei da cama:

– Pronto, primeira parcela paga! 

Se ela der o cuzinho eu abato mais mil reais.

- Você topa amor? Pense bem, ele tem um pau bem grande vai doer.

Com cara de tesão ela respondeu:

- Sim topo! Sem problemas eu dar o cuzinho para ele amor e ainda abatemos mais um pouco da dívida, né!

Ela voltou a chupar meu pau até ficar duro. Ela ficou de quatro empinou e abriu a bunda para mim, chupei o seu cuzinho, enfiei dois dedos, coloquei a ponta da cabeça e meti sem dó. A esposinha gritava de dor e prazer. Fui aumentando a velocidade, o cu dela apertava meu pau até gozar. Tirei a camisinha suja de merda e ordenei que ela ajoelhasse e fiz chupar meu pau.  O corno me pediu que eu não gozasse na cara dela. Não deu tempo - soltei dois jatos de porra dentro da boca da esposinha e gozei o resto nos peitos, deitou-se na minha cama e disse que tinha rasgado ela inteira e que não estava aguentando de dor no cu todo assado!

– Pronto duas parcelas do carnê estão pagas. Leva ela para casa e cuida da buceta e do cuzinho dela que logo, logo tem mais.

Ela colocou o vestido e foram embora. Na semana seguinte o marido mandou mensagem dizendo que a mulher queria pagar mais algumas parcelas da dívida!


6.10.21

VOCÊ CHUPA O MARIDO, MAS O GOSTOSO É O PAU DO COMEDOR

 


Procuro uma mulher que queira um relacionamento liberal (Cuckold-Hotwife). Uma mulher bem puta, devassa e vadia, que goste de menage, gangbang, casa de swing, festinhas liberais etc... Uma mulher que adore mamar e dar pra todos. Eu adoro ser corno, adoro ver e participar, limpar uma buceta melada e beijar numa boca toda gozada... 
Tenho 39 anos, boa aparência, cheiroso, 23cm de rola grossa e sei tratar muito bem uma mulher. Sou da Baixada Santista-SP. 
tvfaria03@gmail.com

4.10.21

SEXO COMO ELÉ É#9 VESTIDA PARA METER!

Quando mete com meus amigos, minha esposa veste um lingerie sexy e provocante. 

Neste momento em que minha hotwife é o centro das atenções e como boa putinha, se concentra muito para dar prazer a mim e aos dois machos... 

Todos nós cuckold amamos isso!  

O que mais uma boa esposa pode proporcionar para seu marido?


1.10.21

PROJETO60 - BRINCANDO DE MÉDICO COM MINHA PRIMA E...


Como já contei (aqui) eu morava numa rua onde tinham muitos meninos e poucas meninas. Nos primeiros anos da adolescência, a descoberta dos prazeres do sexo foi fazendo troca-troca com os amigos e, agora, com 15 anos, tentando “ficar” com alguma garota da escola, mas sem sucesso. 

Nesta época minha mãe passava quase todas as tardes na casa da minha tia. Eu adorava ir junto para “brincar” com minhas primas um pouco mais novas que eu. Débora tinha 13 anos, linda, corpão, “puxou” a mãe (Desde criança me sentia muito atraído pela minha tia, achava isso errado porem quando a puberdade começou a aflorar isso piorou muito, mas isso conto depois) e a Rose 11, bobinha e feinha.

Enquanto as mães ficavam conversando na cozinha íamos os três para o quarto brincar de casinha e de médico. Rose era a enfermeira e Débora a paciente. Ela se deitava na cama para que eu a pudesse examinar. Levantava a blusa e abaixava a calça. Apalpava, acariciava, examinava aquele corpinho. Minha prima, que já era bem safadinha, gostava quando eu tocava suas pernas e depois ia subindo entre sua virilha até chegar na bucetinha lisinha e com poucos pelos. Fazia uma checagem geral e massageava.  Ela pedia para tomar cuidado não enfiar o dedo...era virgem! Eu ficava de pinto duro, ela percebia e dizia:

- Agora é minha vez de examinar. 

Ela pegava, acariciava, puxava o prepúcio, deixava a cabeça para fora, “punhetava” e parava.

Em uma das sextas-feiras que minha mãe me deixava dormir lá, brincamos como sempre, tomamos banho, jantamos, coloquei meu pijama, minha prima uma camisolinha, assistimos TV e fomos os três para o quarto dormir. A casa era um sobrado e os quartos no andar de cima. As duas dormiam na cama e eu no chão ao lado da cama da Débora. Ficamos conversando baixinho para minha tia não escutar, até que percebemos que Rose dormiu. Débora estava sem sono e queria conversar, desceu da cama se deitou ao meu lado, ficamos beijando e se esfregando:

- Cuidado, se sua mãe escuta vai dar merda. 

- Relaxa! Rose está dormindo, minha Mãe está vendo TV e deve ter dormido no sofá... não vem para o quarto tão cedo.

- Você também brinca com o pinto do seu namorado? Perguntei para ela. 

- Primo vou te contar um segredo... brincamos, mas de um jeito diferente! Ele pede para eu chupar o pinto dele até ficar duro e aí coloca no meu bumbum. Você já fez isso?

- Com meninas não, só com um amigo do clube.

- Você coloca o pinto no bumbum do seu amigo? Enfiou todinho á dentro?

- Sim! Ele também enfia?

- Enfia, dói um pouquinho, mas é gostoso... você quer colocar no meu bumbum? Eu deixo.


Nos beijamos e eu acariciei a bucetinha lisinha e passeio o dedo naquele cuzinho macio.

- Vou abaixar a calcinha e você vai colocando devagar, mas cuidado - na pepeca não! Sou virgem!

Ficamos de conchinha e fiz o que ela me pediu. Abaixei short, pinto estava duro, abracei e senti sua bundinha encostando no meu pau. Enquanto acariciava seus peitos durinho, comecei a esfregar meu pinto no cuzinho dela, forçando para entrar.

- Primo, molha bem e coloca devagar para não doer. É assim que ele faz!

coloquei o dedinho molhado, depois que ela foi se acostumando, forcei a entrada do cuzinho com a cabecinha da minha pica. Ela gemia baixinho para não acordar ninguém. Débora foi relaxando, o pau foi entrando ela começou a gemer e sussurrar:

- Enfia ele todinho na minha bundinha, igual você faz com seu amigo, mas não goza no lençol senão fica manchado e minha mãe vai desconfiar... faz como meu namorado, goza dentro do meu cuzinho!

Enquanto eu metia no cuzinho ela acariciava a bucetinha. Gozei... Ela foi ao banheiro se lavar e depois eu fui. Ufa! Ninguém nos flagrou! 

Depois que tudo acabou senti um pouco de culpa de ter comido a bundinha da minha prima, mas me senti homem. Na manhã seguinte acordamos e nos olhávamos com cara de safados... continuamos a nos divertir assim por um bom tempo.