11.7.19

EX GP CASA E CONFESSA QUE SEXO NO CASAMENTO É RUIM!

Tenho 38 anos de idade, sou casada faz 5 anos. Quando solteira fui garota de programa. Estava sem trabalho, com dívidas e a oportunidade de ganhar dinheiro rápido era interessante. Neste período de 8 anos me habituei com sexo descompromissado. Tinha uma vida dupla trabalhando durante o dia em uma empresa de eventos e a noite numa casa de massagem. Participei de orgias, ménage e confesso que isso me dava muito prazer. Em alguns momentos eu só gozava quando estava sendo filmada ou fazendo sexo grupal. 
Conheci meu marido na agência bancária em que eu tinha conta. Ele era caixa, evangélico se apaixonou por mim. Começamos a namorar e eu acabei por me convertendo à religião dele.
Antes de casar eu confessei a ele que não era mais virgem, que havia perdido o cabaço com um namorado. Ele sofreu bastante com o relato mentiroso, mas disse que me amava e queria viver comigo para sempre. 
Nosso casamento é bom. Ele é muito carinhoso, ótimo marido, apaixonado. Transamos esporadicamente e ele é sempre muito respeitoso, porém não faz muitas coisas na cama! 
Sexualmente sou insatisfeita, pois quando fazia programas eu tinha muito prazer. Não posso falar para ele ser mais ousado ou sacana na cama, pois ele consideraria isto “pecado”, dado a sua criação religiosa. Também não tenho coragem de contar meu passado, pois ele sofreria muito e com certeza iria querer o divórcio, pois se sentiria traído.
Atualmente saio com alguns clientes antigos, participo de ménage para poder me satisfazer e gozar.
Várias perguntas afloram minha mente: 
Sou errada por ter tido prazer e ainda querer este tipo prazer com vários parceiros? 
Sou errada por amar uma pessoa tão diferente? 
Estou errada por não contar a verdade e minhas preferências sexuais? 

3 comentários:

Kique disse...

Trair é bem pior quem sabe se ele não alinhava nos devaneios sexuais
Bjs

Kique

Hoje em Caminhos Percorridos - DIA RUIM NO TRABALHO

Uma esposa que também trai disse...

Baseado em experiêcia própria, estou de pleno acordo que alguns meses após o casamento o sexo começa ser ruim, porque normalmente entra em rotina, sempre nas mesmas posições, nos mesmos locais, sem haver algo que mantenha o ardor sexual que existia no inicio, resultando sempre em traições, em que ambos os cômjuges, a ocultas um do outro, procuram encontrar parceiros de ocasião, que lhes proporcionem novas experiências sexuais. Houve tempos em que o elemento masculino era o que mais traia, mas actualmente também as esposas insatisfeitas não se conformam e considero que tenham o direito de trair igualmente os maridos, pois tal como eles desejam experimentar sexo com um parceiro diferente.

Anônimo disse...

...E eu querendo uma mulher assim... que goste de ménage, gangbang e orgias... Adoro participar e apenas ver. Gosto de liberar a mulher para ela transar com quem quiser.
Tenho 37 anos, boa aparencia, 23cm de rola grossa, sou da Baixada Santista/SP.
Me escrevam hotwifes: tvf36@bol.com.br