12.8.22

OS PRIMEIROS BOQUETES...

"Os primeiros boquetes que fiz, quando ainda namorava, não engolia, tinha repugnância, mas depois comecei a pensar: se bebo leite de vaca que vem de um animal tão mal cheiroso, porque razão não haverei de engolir isto que vem de quem tanto amo? 

O sabor é na boca que se sente e este até muitas vezes é gostoso, depois de passar a garganta nada mais se nota, portanto vou engolir; se me dá tanto prazer sentir as golfada que deixam inundada toda a minha intimidade e não é prejudicial, indo portanto para o estomago também não será. 

A partir desse momento e até hoje, já casada, sempre engulo quando faço um boquete ao meu marido. Além disso, ele também saboreia e engole o que escorre de mim quando me chupa".

Um comentário:

Marília Veiga disse...

O meu primeiro boquete foi na noite de núpcias e engoli, porque momentos antes havia eu gozado na boca do meu marido e se ele afirmou ter gostado imenso do me sumo qual a razão de eu não provar também o dele? Confesso que gostei e por isso desde então tenho engolido sempre.