28.11.22

EDUCAÇÃO SEXUAL E OS FILMES PORNÔS GAYS

Muito da educação sexual e, principalmente, sentimental de um homossexual passa pelo conteúdo dos filmes pornôs gays. 
São neles que um certo "manual", como diz o crítico Boris Transar, em seu excelente blog impróprio para menores, pode ser entendido e repetido "ad infinitum" na famosa seqüência: preliminares, penetração e gozo. 
Como os viados na televisão ainda hoje se apresentam sem açúcar, sem afeto e sem beijo, os filmes pornôs acabam sendo a versão gay dos catecismos de Carlos Zéfiro, que tanto educaram a juventude reprimida das décadas de 1950 e 1960. A pornografia heterossexual cumpre outra função. 
Um amigo inglês, que faz a classificação desses filmes para todo o Reino Unido, me contou que muitas fitas pornôs héteros colocam a mulher numa posição deprimente. Em um deles, o cara fazia uma omelete dentro da vagina da atriz, tratando-a como um liquidificador. Esse amigo, hétero e bem-resolvido, me chamou a atenção para um certo romantismo dentro dos filmes gays de sexo explícito: "Tem muito mais beijo na boca e carinho pós-coito que muita comédia romântica adolescente". Se na "pornosfera" heterossexual a mulher é vista como um objeto manipulável, a realidade mostra que talvez fosse esse um desejo escondido dos homens. Desejo, ainda bem, não de todo realizado, pois as exigências de uma mulher hoje a levam para bem longe de ser uma batedeira. Já entre os gays, o sonho de romance nos filmes pornôs nos faz acordar para uma realidade: queremos amar. Nem sempre é fácil. Muitas vezes, não sabemos como, e, por isso, nos resta o sexo.
Vitor Angelo é jornalista e roteirista

Um comentário:

Um casal liberal disse...

Embora não seja o género da educação sexual acima referida, poderá ser para pais com filhos crianças iniciarem a sua educação sexual.
Sou uma mãe liberal, casada à 7 anos, com 2 filhos masculinos e sempre me despi ou vesti na sua frente, mesmo do mais velho, tomando banho com ele, está portanto habituado a ver-me nua.
Todas as mães sabem a curiosidade das crianças, principalmente de onde vêm os bebés, sendo muito raras aquelas que lhes dizem a verdade e às crianças não se deve mentir.
Parece ser o sexo uma coisa proibida, algo que todos os casais fazem, pois além do prazer, sem ele não existiria a humanidade. Portanto, qual a razão de ser praticado às escondidas e não falar nele como qualquer outro assunto?
Não digo que seja praticado em publico, mas perante os filhos crianças, faria parte da sua educação sexual.
Estava eu gravida de 6 meses do meu filho mais novo e tomava banho com o mais velho, à data com 5 anos, quando decidi dizer-lhe que ia ter um irmãozinho e daí logo a pergunta onde é que ele estava, Aqui na minha barriga; não vez tão grande que está? Como foi ele praí? Não veio para aqui, está crescendo na barriga da mamã de umas sementinhas do papá. Engoliste com água=? (via eu tomar comprimido) Não querido, foi o papá que as deixou dentro da mamã. Como ele pôs na baíga? Foi por aqui que ele meteu as sementinhas. Tal a sua surpresa que levou a mãosinha ao meio das minhas pernas.
Como tira maninho? Ainda é muito pequenino, mas irá sair por onde o papá meteu as sementinhas.
Nesse mesmo momento pensei em fazer sexo na sua frente.
Joãosinho vamos-nos limpar e amanhã te direi mais coisas.
Nessa noite falei com o meu marido sobre as perguntas que o filho tinha feito e o que eu havia pensado; ele nem queria acredita eu ter pensado em tal coisa. O quê? Fazer sexo na frente dele? Sim, ficará sabendo como se fazem os bebés.
Eu não me importo, sabes que ele me tem visto nua com frequência, anida hoje no banho, a ti também. Tem também visto o que cada um de nós tem entre as penas, vê que não somos iguais, apenas o ato em si será novidade para dele, eu não terei dificuldade em descontrair, se tu tiveres podes imagina que ele é um bebé que está presente, tal como alguns anos atrás. Tu afastas todos os possíveis obstáculos, mas se é essa a tua vontade combinamos o dia, como ele vai para a cama cedo só num fim de semana
No dia seguinte disse para o Joãosinho, queres ver como se fazem os bebés? Ele sorriu de orelha a orelha de contente. Sim. Então espera para amanhã. Nem sossegou durante a noite. De manhã, ainda cedo, apareceu no nosso quarto de pijama, perguntando: como se fazem os bebés? Só vês depois de papares. Vai dormir que ainda é sedo. Contrariado voltou para a cama.
Comeu rápido o pequeno almoço, e de seguida a mesma pergunta.
Querido, depois de almoçares e dormires. Deitamo-lo mas não dormia. Ele não sossega, está ansioso, tem mesmo que ser.
Levamo-lo para o nosso quarto,setamo-lo na poltrona e que ficasse quetinho. Se nos tem visto tantas vezes a ambos ambo nus. podemos despir-nos. E assim fizemos. Olhado para o meu marido sugeri: para ficares em cima de mim sobrecarregas abarriga, fazemos na posição de frango assado, tal como já temos feito, eu de costas na beira da cama, levanto as pernas, afasto-as bem e metes em mim contigo de pé.
O Joãosinho é que não se conteve, quando nos viu na posição saiu da poltrona para observar tudo de perto e vendo o pénis entrar e sair disse para o pai: não faças mal à mamã. Isso tudo dentro dela fás doer, ela está gemendo e quer levantar-se. Quando terminamos, ao ver o que saía de mim, disse para o pai: a mamã faz xixi. Depois perguntei-lhe: gostaste de ver como se fazem os bebés? Sim mas dói, a mamã gemia muito e dizia coisas. Não doeu nada. Fez outro maninho? Não as sementinhas não eram boas.
De acordo com o meu marido não mais fechamos a porta do quarto quando, excepto quado é sexo oral, pois se ele percebe corre para ver entrar, mas se a posição não o permite sai. Nós não nos importamo que ele veja, passou a ser tão normal como tomar banho em conjunto