18.1.23

CONFESSIONÁRIO CUCKOLD - A VIDA COMO ELA É #12


"Disse para minha mulher que eu a perdoaria se ela me traísse... Que ela era muito bonita e sabia que os machos davam em cima dela e que o importante era ela me contar se um dia acontecesse. Ela ficava meio desconfiada, mas quando falava eu percebia que sua bucetinha ficava melada. 

Passado um tempo, toda vez que ela voltava para casa com a calcinha molhada ela dizia que era de nossas transas anteriores. Parei de transar com ela por um tempo. Um dia resolvi segui-la e peguei ela transando com um cara no carro. Fiquei esperando e quando eles terminaram e me viram, ela saiu do carro, o cara sai rápido, ela com um sorriso sem graça no rosto tentou explicar... eu a beijei e disse pra ela não se preocupar que eu ia leva-la para casa e limpar toda a sua bucetinha. 

Nesse dia descobri o que eu sempre quis ser - corno manso!" 

Nenhum comentário: