17.7.23

UMA FESTINHA APIMENTADA COM MEU MARIDO E O VIZINHO


Me chamo Margareth, tenho 32 anos, sou branquinha, 1:65, 60kg, seios pequenos, bundão, casada e, mesmo sendo mãe de dois filhos, ainda estou bem gostosa. Apesar do sexo com meu marido Oseas ser morno, ele me satisfaz. Ultimamente tenho assistido vídeos pornô e comecei a fantasiar eu trepando com dois homens. Durante algumas de nossas transas tentei dar algumas pistas ao meu marido sobre esse meu tesão, mas ele se fazia de desentendido. 

Tudo mudou num sábado, que ele chegou em casa "cheio de amor para dar", me abraçou, beijou... fiquei com tanto tesão de queria meter ali mesmo na sala, mas quando comecei a tirar a roupa dele, ele não deixou e disse:

- Calma, hoje preparei uma surpresa para você. Vamos aproveitar que as crianças vão dormir na casa da sua mãe.

- Surpresa! Hummm!

A curiosa só aumentou meu tesão. Ele me levou para o quarto, me deitou na cama, tirou minha roupa, me deixando nua. Estava completamente dominada, do jeito que "o diabo gosta". Senti uma mão me acariciar e percorrer meu corpo, minha barriguinha, minhas pernas, tocar minhas coxas, me deixando molhadinha. 

- Vem cá, me beija!

Não era a boca do meu marido, não é assim que ele me beija... perguntei quem era?



Para minha surpresa, era o Leandro nosso amigo e vizinho. Oseas disse:

- Calma amor, essa é a surpresa, vamos brincar a três, não era isso que você queria?

Continuei sendo acariciada pelo vizinho gostoso - um moreno, musculoso e gato - beijou meus seios, dando leves mordidas (e como fazia bem!) deixou meus mamilos durinhos de tesão. Me contorcia de tesão. Leandro abriu lentamente minhas pernas e tocou minha buceta carnuda e lisinha. Oseas me perguntou o que eu queria que ele fizesse. 

- Quero que ele me chupe tão deliciosamente como me beijou.

Leandro solta um sorriso malicioso e responde: 

- Seu pedido é uma ordem.

Com a ponta da língua ele percorre minha virilha e chupa meu grelinho, me deixando louca de tesão. Dou um gemido. Ele então com os dedos abre os lábios de minha bucetinha:

- Sua esposinha está muito molhada, adoro mulheres que ficam assim.



O vizinho continuou me dando um banho de língua, chupando minha buceta, a língua dele me levava à loucura, culminando com o primeiro gozo daquela noite. Ao sentir que tinha gozado, Leandro me deu um longo e delicioso beijo na boca e sussurrou em meu ouvido: 

- Sempre tive muito tesão por você. Te via tomando sol no quintal e ficava excitado te imaginando nua.

Maridinho cheio de tesão me faz um pedido: 

- Chupa o pau do Leandro para seu maridinho ver. 

Eu me sento de frente para o vizinho, apalpo sua cueca, sinto o pau duro e grosso do gato. Fiquei com receio de não conseguir colocar aquela rola toda na boca. Comecei a lamber o saco, chupar as bolas e com a ponta da língua percorrer o mastro até a glande, descendo e subindo várias vezes. Abocanhei o pau dele inteiro e o que parecia impossível ficou delicioso. Comecei um vai e vem, ora rápido, ora devagar, as vezes apertando com os lábios a cabeça do pau. Minha fantasia de chupar um pauzão, digno de filme pornô, estava se realizando.

- Cara, como sua esposa chupa gostoso!

Estava adorando chupar aquele pintão que ficava cada vez mais duro e latejando. 




Leandro tirou a rola da minha boca, me deitou na cama, abriu bem minhas pernas arreganhando minha buceta, facilitando o caminho para ele meter o pau. Doeu um pouco. Oseas me beija carinhosamente e com os dedos acaricia meu grelo. Gemi e relaxei. Leandro mete o resto do pau. Maridinho diz no meu ouvido:

- Sabia que ia gostar da surpresa, vamos meter a noite toda. 

Muito bom sentir aquele pauzão entrando e saindo. Leandro bombava com vontade, cada vez mais rápido e meu marido segurava minha cabeça e fodia na minha boca. Que delícia, estava indo à loucura. 

Mudamos de posição. Leandro me puxou para o colo dele, segurou na minha cintura e mandou eu cavalgar e rebolar. Subia e descia no pau dele encaixado na minha buceta meladinha. Meus gemidos eram abafados pelo pau do maridinho na minha boca. Leandro não diminui o ritmo e continuou a dar estocadas fortes. Gozei mais uma vez sendo fodida por trás como uma cadelinha e chupando meu marido até ele gozar e encher minha boca de porra! 

Leandro me colocou de quatro, me segurou pela cintura, segurou nos meus seios, beijou minha nuca e me fodeu com força. Eu gemia como uma vadia.

Leandro estava para gozar quando parou e mandou eu chupá-lo, rapidamente levei o pau dele à minha boca e comecei a mamá-lo deliciosamente, em seguida veio os jatos fortes de porra.

Nossa brincadeira não acabou. 

Eu era uma putinha realizando todas as minhas fantasias, mas ainda faltava algo: ofereci meu cuzinho rosadinho para o vizinho gostoso. Fiquei de quatro, bundinha bem empinada. Leandro enfiou a língua nele melou bem com sua saliva, massageou com o dedo e lubrificou com gel. Oseas falou no meu ouvido:

- Vai aguentar esse pauzão no seu cuzinho?

Leandro encostou a cabeçona na portinha, comecei a rebolar até aquele pauzão sumir dentro do meu cu e eu sentir as bolas batendo na minha buceta. Ele fodia meu cuzinho cada vez mais rápido, as vezes tirava o pau e colocava de novo bem forte me fazendo subir pelas paredes, até que gozou. 

Deitamo-nos os três na cama, eu ao meio de meus dois machos.



Passado um tempo foi me dando um tesão danado. Leandro começou a acariciar meu grelinho e Oseas me beijar. Os dois paus já estavam duros novamente. Não perdi tempo, cai de boca na rola do vizinho e virei de costas e empinei bem a bundinha, mostrando meu cuzinho laceado e lubrificado da porra do vizinho para o maridinho meter. Ah! que delícia sentir dois paus um na boca outro no cu. 

Meu marido realizou minhas fantasias e parece que gostou da brincadeira. Meu adorável vizinho ficou fã. As vezes liga perguntando se pode ir, mas só deixo na presença de meu maridinho.

3 comentários:

Um casal estreante disse...

Quem será que mais deseja praticar sexo a três? Os homens com 2 mulheres ou as mulheres com 2 homens? Baseado no que a minha mulher diz ouvir das amigas, raras são as que não sonham de pelo menos uma vez estar na cama com 2 homens.
A maioria ainda se retraem de o confessar abertamente; algumas o dão entender aos maridos, mas quantas haverá que os maridos nem imaginam o desejo delas, como maridos há que embora percebam, por uma questão de machismo, não admitem partilhar a esposa com outro homem.
Acontece na maioria dos casos serem traídos. Não admitem que um outro homem foda a esposa na sua frente, mas depois serão 2 sem ele saber, uma mulher terá sempre oportunidade de realizar o seu sonho.
Não seria preferível ele participar? .
No meu caso apercebi-me o que a minha mulher desejava ao ficar excitadíssima quando via vídeos de menagens masculinas.
Confrontei-a!
Ao contrário do que imaginava ela assumiu ser esse também o seu sonho e foi quando me disse as conversas que tinham as colega e as amigas mais intimas e ainda o que algumas confessavam já ter feito clandestinamente.
Foi assim que tive conhecimento de quantas mulheres dão a volta a determinadas situações com tanta frequência.
Vi de imediato que se não colaborasse no sonho da minha esposa o que iria acontecer mais tarde ou mais cedo.
Decidi portanto falar com ela sem rodeios!.
Amor, tendo em vista o teu sonho, aceitas que eu te reparta com outro homem?
Sem qualquer hesitação respondeu que sim. Acrescentando ainda: se for com um negro melhor seria. Faz parte do meu sonho, mas não alguém conhecido e nem aqui em nossa casa o quero fazer.
Não conhecendo nenhum negro para o efeito, procuramos acompanhantes masculinos, encontramos apenas mulatos e foi mesmo um mulato o escolhido,
Porém, antes de qualquer compromisso desejamos conhece-lo pessoalmente, o que aconteceu num café. A minha esposa decidiria se o aceitava ou não.
Surpreendeu-nos foi o seu físico, deveria ter cerca 1,90 m., mas bastante educado, era de Cabo Verde, de nome João.
Segredei-lhe se tinha coragem de ser repartida com ele; fez-me sinal que sim.
Ficou portanto combinado para a tarde do sábado seguinte, num motel.
Eu estava mais nevoso de que ela, embora fosse ela que iria foder com um estranho, mas qual seria a minha reação ao ver outro homem também meter nela? Sentiria ciumes? Sentiria tesão de a ver gozar como ela esperava?
Combinamos o que ela deixaria ou não fazer.
E se ele me pedir um beijo na boca? Se gostares que ele te beije deixa-o beijar-te.
Chegamos ao motel antes do João e metemo-nos na cama. Quando o João chegou fazia-me ela um boquete. Ao ver a nossa atuação logo se despiu e ela lhe fez sinal para se juntar a nós, indicando-lhe o meio das suas pernas, que afastou. Ele sem qualquer hesitação caiu de boca no meio delas.
Verdade que sabia fazer gozar uma mulher, pois não só os gemidos da minha esposa o demonstrava como também pronunciava: ai amor, tanto que ele me faz gozar, orgasmos como nunca senti e que coisa linda ele tem no meio das pernas!
Querida não te parece demasiado grosso e comprido? Não não o que desejo é sentir aquilo dentro de mim. Sem o minimo de pudor, pediu: João, coloca o preservativo e fode-me já, mete o caralho onde tens a língua.
Numa fração de segundos estava metendo na cona, ainda a ouvi: ai ai, mas logo a seguir delirava de prazer. Amor, amor, que orgasmos tão intensos, tão bom que é sentir-me totalmente preenchida, que dor gostosa quando bate o fundo. Que tarde maravilhosa, prometes deixar repetir mais vezes?
Não sei se foi o prazer demonstrado pela minha esposa ou ver a sua cona alojar tão grossa verga, que o meu tesão aumentou.
Após uma pausa, para ela descansar e o João recargar baterias, a minha esposa me disse: amor, gostava de sentir carne com carne! Julgo que seria com o João!
Querida, carne com carne só comigo. Fui portanto meter nela na posição de 4, enquanto depois de uma troca de beijos com o João ela conseguiu meter na boca a sua grossa cobra.
Com grande pene minha, por falta de espaço não poderei contar tudo o que ali se passou.

Xenon disse...

Tenho vontade de fazer com minha esposa e ela sabe mas fala que não tem coragem mas gosta de ouvir eu falar em seu ouvido fica toda molhadinha de tesao .de vez em quando eu quando ela está tomando banho olho em uma brexa que tem na porta do banheiro e da pra ver ela tomando banho vejo ela batendo siririca mas nunca falei pra ela que fico olhando na brexa e muito gostosa fazendo caras e boca batendo siririca fico olhando até ela goza

Laura Peixoto disse...

Diz não ter coragem, mas se fica tão molhadinha quando lhe falas no desejo que tens, mais dia menos dia irá perder essa coragem, porque não restam quaisquer duvidas que vontade não lhe falte de estar na cama com 2 homens
Está mais que provado ser atualmente uma fantasia da maioria das mulheres, pelo menos uma vez na vida terem 2 homens a dar-lhes prazer.
Se não fosse um ato tabu, condenado pele sociedade, deixaria de ser tão praticado na clandestinidade.